segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Institui Área de Interesse Cultural (AIC) o Bairro Cidade Baixa

PROC. Nº 2134/09 - PLL Nº 090/09
No sentido de preservar essa história e valorizar nossa Cidade, por meio de uma morfologia autêntica, paisagem e ambiente que garantam o sentido de pertencimento de nossa gente, submeto aos nobres Pares a apreciação deste Projeto de Lei.

Sala das Sessões, 6 de maio de 2009.
VEREADORA SOFIA CAVEDON

PROJETO DE LEI
Institui Área de Interesse Cultural (AIC) envolvendo o Bairro Cidade Baixa, delimitada pelas Avenidas João Pessoa, Ipiranga, Praia de Belas e Loureiro da Silva, e dá outras providências.


Art. 1º Fica instituída como Área de Interesse Cultural (AIC), nos termos do art. 92 da Lei Complementar nº 434, de 1º de dezembro de 1999 – Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano e Ambiental (PDDDUA) –, e alterações posteriores, a área delimitada pelas Avenidas João Pessoa, Ipiranga, Praia de Belas e Loureiro da Silva, que envolvem o Bairro Cidade Baixa.

Art. 2º A aprovação de projetos de edificação ou de parcelamento do solo na AIC instituída por esta Lei fica condicionada:
I – à manutenção da paisagem e da ambiência urbanas; e
II – à aprovação de Estudo de Impacto de Vizinhança que comprove a ausência de impacto negativo na vizinhança.

Art. 3º Fica vedada a unificação de lotes e a implantação de empreendimento envolvendo mais de um lote na AIC instituída por esta Lei.

Art. 4º Para a AIC instituída por esta Lei, deverá ser estabelecido regime urbanístico especial que observe a preservação das suas características morfológicas e a tipologia edilícia característica da formação do Bairro Cidade Baixa.

§ 1º O regime urbanístico especial de que trata este artigo não poderá, sob pena de nulidade, alterar a densidade populacional pré-existente, bem como não poderá estabelecer prejuízo à iluminação, à ventilação e à insolação dos imóveis do entorno.
§ 2º Na ausência de regime urbanístico especial, os projetos de edificação ou parcelamento do solo que versem sobre área situada na AIC instituída por esta Lei deverão observar a capacidade construtiva e o regime volumétrico da edificação existente.
§ 3º No caso de eventual demolição anterior à apresentação de projeto, sua aprovação observará o regime volumétrico e a capacidade construtiva da edificação regularmente registrada na Secretaria Municipal de Obras e Viação.
§ 4º Para os fins desta Lei, considera-se capacidade construtiva a área total da edificação.

Art. 5º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

Exposição de Motivos

Do site da Associação Comunitária da Cidade Baixa:
O terreno baixo e irregular como define o próprio nome do bairro Cidade Baixa, deixou o bairro isolado por muitos anos apesar das várias tentativas de ocupação que surgiram desde 1856. Aliado a isso, os trechos de matos isolados dificultava o transito e criavam uma situação ideal para os esconderijos de escravos e bandidos da época.

O desenvolvimento da Cidade Baixa só chegou com a implementação das linhas de bonde, ainda com tração animal, no Caminho da Azenha (atual João Pessoa), e da Rua da Margem (atual João Alfredo), onde na época chegava o rio. Da Rua da Margem saíam várias ruelas todas conhecidas por becos. Muitas delas se tornariam famosas por seus nomes estranhos tais como: Beco do Vintém, Beco do Curral das Éguas, Beco dos Coqueiros e Beco Ajuda-me a viver.

A partir da década de 1880, novas ruas foram abertas como a Lopo Gonçalves e a Luiz Afonso que homenageavam vereadores da cidade. A Joaquim Nabuco, chamada também de Rua dos Venezianos, foi aberta nesta época. O nome era uma homenagem a um famoso grupo carnavelesco. Aliás, o carnaval da Cidade Baixa era um dos mais reconhecidos e prestigiados da época.

Outra característica marcante do bairro segundo Carlos Reverbel, era a atmosfera familiar que imperava. As famílias de classe média costumavam colocar cadeiras na calçada, assistiam matinês no cinema Capitólio e frequentavam armarinhos em busca de secos e molhados.

Do site Giro Cidade Baixa:
Em meados do século XIX, “Cidade Baixa” foi a designação utilizada para toda região situada ao sul da colina da Rua Duque de Caxias. Mas, o território que hoje é conhecido como bairro Cidade Baixa possuiu vários nomes associados ao seu território: Arraial da Baronesa, Emboscadas, Areal da Baronesa e Ilhota.

Ao longo do século XIX, era denominado Arraial da Baronesa, que fazia alusão a uma grande extensão territorial abrangida por uma chácara de propriedade da Baronesa de Gravataí, cuja mansão localizava-se onde hoje é Fundação Pão dos Pobres. Faziam parte da área, também, propriedades semi-rurais, cuja base produtiva era a mão-de-obra do escravo. Quando esse fugia de seus senhores, escondia-se nos matos que faziam parte do Arraial, sendo designado de território das “Emboscadas”.

Em 1879, depois de um incêndio em sua propriedade, a Baronesa loteou e vendeu suas terras, que passaram a ser habitadas por negros libertos e famílias italianas. Desta forma, o território foi denominado, ironicamente, de Areal da Baronesa, em virtude da areia avermelhada existente no local. Assim, até metade do século XX, a Cidade Baixa continuava sendo reduto dos italianos, que realizavam serviços especializados, e dos negros: estes residiam na área correspondente ao Areal da Baronesa e à Ilhota, locais bastante insalubres, pois sistematicamente ocorriam inundações.

Essas áreas fazem parte da história de Porto Alegre enquanto espaços associados à cultura popular expressa através dos batuques, das danças, ritmos e festas organizadas pelos
segmentos negros da população. Destes dois territórios, saíram inúmeros músicos e compositores, solistas e jogadores de futebol que ficaram nacionalmente conhecidos, como Lupicínio Rodrigues e o jogador de futebol Tesourinha.

Salienta-se que a denominação de Ilhota deu-se em função de uma intervenção realizada em 1905 no fluxo do Riachinho, que acabou por abrir um canal, determinando a formação de uma pequena ilha. Posteriormente, o Riachinho foi canalizado, e teve seu curso modificado através de um projeto municipal, durante a administração de José Loureiro da Silva em 1941,
passando a ser conhecido por Arroio Dilúvio.

Uma instituição secular no bairro é o educandário e orfanato para crianças pobres, mantida pela organização religiosa católica “O Pão dos Pobres de Santo Antônio”, fundada em 1895 pelo cônego baiano José Marcelino de Souza Bittencourt. Hoje uma Fundação, o prédio onde ela se situa foi adquirido em 1900 e inaugurado em 1910. A partir da metade do século XX, população da região aumenta significativamente, em função do desaparecimento das últimas chácaras; as ruas Avaí e Sarmento Leite passam a receber indústrias, instalam-se cinemas como o Garibaldi e o Avenida, na Av. Venâncio Aires, e a Igreja da Sagrada Família, na José do Patrocínio, torna-se sede paroquial. Além disso, o bairro passou por inúmeras intervenções de cunho urbanístico, na medida em que sua localização tornou-se, com a expansão urbana, uma via de trânsito para inúmeros outros espaços da cidade.

Atualmente, a Cidade Baixa, criada oficialmente pela Lei 2022 de 1959, é habitada por uma população heterogênea e, como pontos que referendam seu passado, estão o Ginásio de nome “Tesourinha”, o complexo habitacional denominado “Lupicínio Rodrigues”, o Solar Lopo Gonçalves que é sede do Museu de Porto Alegre, a Fundação Pão dos Pobres, o Largo Zumbi dos Palmares, a Ponte de Pedra, a Travessa dos Venezianos e inúmeros estabelecimentos de entretenimento, principalmente noturnos, que lembram os tempos boêmios do Areal e da Ilhota.

Cidade Baixa – Uma História por Alzira Dornelles Bán
Até a metade de 1800 a “Cidade Baixa” era uma longa região situada ao sul da Colina da Matriz (Rua Duque de Caxias): Do Gasômetro até a praia do Riacho (Rua Washington Luis), Arraial da Baronesa ou Areal da Baronesa (Rua Barão do Gravataí), Rua da Margem ou Margem do Riacho (Rua JoãoAlfredo), Rua da Fonte, Beco do Firme (Rua Avaí), Travessa da Olaria (Rua Gal. Lima e Silva).

Muitas canoas e barcos atravessavam os canais transportando tijolos e telhas de uma grande fábrica, propriedade da época do Sr. João José Oliveira, conhecido como João da Olaria. O barro da região era muito apropriado para este tipo de indústria. Outra olaria também se destacava a do Sr. João Batista Soares da Silveira e Souza.Havia uma grande concentração de escravos nesta região, mas importante evidenciar é que em 07/08/84, o jornal Federação noticiou que os escravos deste local estavam livres, razão pela qual foi colocada uma placa: Na Rua Lima e Silva todos são livres.

Importante relatar é que esta área era uma zona rural, com muitos acidentes topográficos: sangas, picadas, moitas, capões e caminhos sombrios onde se oportunizaram esconderijos, dificultando o trânsito e facilitando a fuga de escravos e a perseguição dos senhores. Devido a estas ocorrências o local ficou conhecido como Emboscadas (Rua da Margem/Rua do Riachinho /Rua João Alfredo).

Em 1850 foi construído o Convento do Carmo (Freiras Carmelitas), no antigo Beco do Firmo (Rua Avaí). Em 1906, foi fundada a Instituição do Pão dos Pobres, obra do inesquecível Cônego Marcelino, criada para servir a juventude desamparada. Ao norte da Cidade Baixa, o Beco do Oitavo era famoso pelas desordens e meretrício, localizava-se também o 8º Batalhão de Infantaria.

A região Sul da Cidade Baixa era conhecida pelo Fandango e o Carnaval que saia da Praça Concórdia para as ruas alegrando o local. O Carnaval do fim de 1800 e início de 1900 deixou lembranças inesquecíveis, principalmente o da Praça da Concórdia, que a partir de 1907 passou a chamar-se Praça Garibaldi.

Retornar ao Blog Sofia Cavedon.

domingo, 27 de setembro de 2009

Agenda de 28 de Setembro a 04 de Outubro

Segunda-feira - 28
12h15min - Viaja para Brasília
14h45min - Chegada em Brasília
16h - Reúne-se com Direção do Inep/Mec - Brasília - Pauta: Inclusão dos Educadores Populares no Plano Nacional de Formação dos Professores da Educação Básica 17h - Reúne-se com André Lázaro – Sedac/Mec - Brasília - Pauta: Parecer 013/2009 do CNE sobre Educação Especial

Terça-feira - 29
15h45min - Retorna para PoA
18h15min - Chegada no Salgado Filho
18h - Aula Ufrgs
19h - Audiência Pública Reassentamento dos Moradores da Vl Icaraí II - Rua Curupaiti 925

Quarta-feira - 30
14h - Sessão Plenária
14h - Recebe Anderson - Projeto de Leitura
17h - Associação Chico Lisboa convida para receber o Prêmio COMPAHC 2009 - Mérito ao Patrimônio, pelo empenho na Preservação e Valorização do nosso Patrimônio Cultural no Salão Nobre do Paço Municipal e o Coquetel no Porão dos Arcos.
19h - 2º Ciclo de Debates - A Inclusão Escolar e a Interface com o Sistema de Garantia de Direitos - Plenário Ptávio Rocha da Câmara Municipal - Av. Loureiro da Silva, 255.

Quinta-feira -1º
09h - Lançamento Fórum Social Mundial na Usina do Gasômetro
09h30min - Comissão Especial PDDUA
14h - Sessão Plenária
17h - Esteio - Participa da Formação de Professores - Gestão Democrática
19h - Diretório Municipal do PT

Sexta-feira - 02
09h30min - Votação Emendas PDDUA
14h
- Recebe Vera e Jorge do CMET
15h - Reunião sobre o Projeto Código Municipal de Saúde de Porto Alegre
18h30min - Reunião no Sinpro
20h - Posse Festiva CUT/RS - Centro Eventos

Sábado - 03
09h - Reunião no Sinpro
14h - Participa do Fórum de Petistas do Litoral Norte em Santo Antônio da Patrulha
20h - Jantar Baile do CPCA

Domingo - 04
10h - Banca no Brique sobre Escola Especial - Fórum pela Inclusão Escolar


Retornar ao Blog Sofia Cavedon.

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Seminário Declaração dos Direitos da Pessoa Portadora do Vírus da Aids

AUDIÊNCIA PÚBLICA - PROJETO CAIS DO PORTO

A Câmara Municipal de Porto Alegre realizará Audiência Pública para debate e esclarecimentos sobre o Projeto de revitalização do Cais do Porto (Processo nº 3555/09 - PLCE 004/09).

Dia: 24 de setembro de 2009
Às 19h
No Plenário Otávio Rocha da Câmara Municipal de Porto Alegre - Av. Loureiro da Silva, 255

Link para o Processo 03555/2009

Retornar ao Blog Sofia Cavedon.

Com que roupa?

Alguns políticos, na falta de algo mais interessante para fazer, ficam inventando “moda”, literalmente. Pois um vereador de Porto Alegre (e nem vou citar nome e partido por motivos óbvios) resolveu implicar com as roupas usadas por duas colegas do Legislativo. Me chamou a atenção o fato dele se sentir ofendido, ou sei lá o quê, por uma das vereadoras usar tênis e outra camiseta com jeans durante as sessões.

Indignado, sugeriu que as mulheres devem estar vestidas adequadamente em Plenário, com terninho, salto alto, camisa, enfim, passeio completo. Pode até ser que fique mais elegante, vá lá! Mas, sinceramente, faz alguma diferença? Se elas estivessem de minissaia, decotes ousados ou vestidos transparentes talvez se justificasse o mal estar sentido pelo cidadão. Ou, ao contrário, talvez ele nem reclamasse.

Mas a futilidade da observação, o protesto contra as colegas por estarem vestindo camisetas ou jeans, não me parece algo coerente, tendo em vista os freqüentes escândalos que rondam nossa classe política, ultimamente, em todas as esferas. Não seria mais sensato discutir temas de interesse público, soluções para os problemas da comunidade, se preocupar com a ética e os trabalhos legislativos, ao invés de ficar avacalhando com a roupa das mulheres só porque eles vestem terno e gravata?

Terninho muda alguma coisa, se a pessoa não desempenhar bem o cargo para qual foi eleita? Salto alto termina com a corrupção que existe neste país? Os crimes que mais atentam contra a nossa integridade como cidadãos que pagam religiosamente seus impostos não são os assim chamados de “colarinho branco”?

Sem qualquer julgamento quanto à reputação ou ao desempenho dos vereadores, neste caso, o que questiono é se essa é, realmente, uma “questão de ordem” fundamental para o bom andamento dos trabalhos da Casa. Internamente, quem sabe, poderiam flexibilizar o tipo de vestuário que cada um queira usar, sem exageros, claro, o que seria de bom senso. Obviamente, nenhuma dessas mulheres trabalharia de top e minissaia, assim como os homens não iriam de bermuda ao Plenário.

Com que direito, porém, alguém determina o quê você vai vestir? Cada um tem seu próprio estilo, e até pode obter dicas de algum profissional da área, se achar conveniente e necessário, dependendo da ocasião. O modo de vestir está intrínseco à personalidade de cada um, ainda que fora dos “ditos” padrões da moda ou de um olhar mais “crítico”, como o do vereador em questão.
De qualquer maneira, não me parece que camiseta, jeans e tênis tenham interferido na votação que elegeu as colegas vereadoras, hoje ocupando seus cargos e desempenhando, espera-se, dignamente suas funções legislativas. Aliás, talvez o que falte mesmo é um olhar menos superficial, como este do ilustríssimo vereador, para que a política e seus membros deixem de ser aparência e passem a servir realmente a que se propõem, que é o bem estar de todos os brasileiros.

Texto de: Jornalista Roseli Santos - (MTb 7571)

Retornar ao Blog Sofia Cavedon.

MOSTRA DE CINEMA SANTIAGO ÁLVAREZ – O OLHO DA REVOLUÇÃO

A ASSOCIAÇÃO CULTURAL JOSÉ MARTÍ – RS, Coletivo Catarse e CineBancários promove de 22 de setembro à 04 de outubro a MOSTRA DE CINEMA SANTIAGO ÁLVAREZ – O OLHO DA REVOLUÇÃO, com uma programação de documentários e longas , sempre em três horários – 15 h, 17h, 19h – com ENTRADA FRANCA.

No dia 24/09, às 19h, no CineBancários – Rua General Câmara, 424 – POA, Debate com ORLANDO SENNA (Professor de Cinema, Jornalista, foi Diretor de Audiovisual do Ministério de Cultura e Diretor Geral da TV Brasil).

Retornar ao Blog Sofia Cavedon.

XXI Encontro Estadual de Educação

Para Diretores e Funcionários das Escolas Estaduais

Abaixo, seguem as primeiras orientações sobre o XXI Encontro Estadual de Educação:

- Tema: Educação Emancipadora: Um caminho a ser construído.

- Data: 16 de outubro (tarde e noite)
17 de outubro (manhã e tarde)


- Participantes:
1 – Conselho Geral
2 – 1 Funcionário por Núcleo
3 – Mais 1 participante para os Núcleos com até 1.000 sócios
Mais 2 participantes para os Núcleos com 1.001 a 2.000 sócios
Mais 3 participantes para os Núcleos com mais de 2.001 sócios

- Prazo para confirmação de participantes: Até o dia 8 de outubro, tendo em vista a hospedagem.

- Subsídio: Passagem, hospedagem e alimentação.

- Programação: Será enviada na próxima semana.

CENTRO DOS PROFESSORES DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL
SINDICATO DOS TRABALHADORES EM EDUCAÇÃO
Av. Alberto Bins, 480/CEP 90030-140 / Fone: (51) 3254.6000 / FAX: (51) 3254.6081 / Porto Alegre/RS - E-mail: cpers@cpers.org.br Homepage: www.cpers.com.br

Retornar ao Blog Sofia Cavedon.

Ato Espelhado Companhia Teatral

O Ato Espelhado Companhia Teatral convida para conhecer seus trabalhos.
Todas as atividades podem ser realizadas em escolas, feiras, eventos.
Informe-se sobre datas ainda disponíveis em 2009 e o investimento necessário para cada atividade.

Retornar ao Blog Sofia Cavedon.

Estréia do Filme A Era da Estupidez

ESTRÉIA MUNDIAL DO FILME "A ERA DA ESTUPIDEZ"

22 DE SETEMBRO (TERÇA-FEIRA) - ÀS 21H40MIN

UNIBANCO ARTEPLEX

APÓS A SESSÃO HAVERÁ DEBATE COM A ONG AMIGOS DA TERRA.

Retornar ao Blog Sofia Cavedon.

Projeto MusiCâmara

A Presto Produções e Promoções Artísticas está selecionando grupos de câmara para a temporada 2010 do Projeto MusiCâmara em São Leopoldo.

Os interessados poderão enviar material (release, programa, fotos) para o e-mail: presto.arte@gmail.com, até o dia 20 de outubro de 2009.

Maiores informações pelo telefone 3037 7784

Produtor Cultural: Ailton Abreu
Coordenação Artística: Lúcia Passos

Retornar ao Blog Sofia Cavedon.

domingo, 20 de setembro de 2009

Agenda de 21 a 26 de Setembro

Segunda-feira - 21
09h
- Reunião no COHRE sobre Vl Dique (Jerônimo Coelho, 102/31)
10h - Comissão Especial Conselhos Tutelares
14h - Sessão Plenária
14h - Recebe Camila – Estudante de Jornalismo UFRGS –Entrevista sobre cercamento Parque Farroupilha
17h - Recebe Gustavo, do Somos, sobre Curso de Formação e relação com a Saúde
18h30min - Participa do Programa Comando da Cidade (Av Diário de Notícias, 490)
19h - Reunião DS PoA

Terça-feira - 22
09h - Reunião SMIC – Camelódromo
11h - Recebe Maria –FSM Educação (entrevista)
14h - Comissão de Educação, Cultura, Esporte e Juventude (Cece) – Conselho Tutelar da Micro 9 – Oferta Irregular na Educação e Saúde
17h - Recebe Neiva – UFRGS – Projeto Biblioteca Comunitária
18h30min - Aula na UFRGS

Quarta-feira - 23
09h - Reunião em Gravataí sobre Educação Especial
14h - Sessão Plenária
17h30min - Entrevista com aluna de Mestrado em Ciência Política
19h30min - Evento no Colégio Israelita

Quinta-feira - 24
09h
- Lançamento Frente Parlamentar de Incentivo à Leitura – Plenário Glênio Peres/CMPA
14h - Sessão Plenária
14h - Recebe Darlan
17h30min - Recebe Ricardo da Zimbabaue
19h - Audiência Pública sobre Revitalização do Caís do Porto – Plenário Otávio Rocha/CMPA

Sexta-feira - 25
09h30min
- Votação Emendas PDDUA
14h - Grava com a TV Câmara na Lomba do Pinheiro
18h30min - Sarau Comunitário - Abertura da Semana do Hip Hop na Galeria Lusa – Mal. Floriano, 185

Sábado - 26
09h
- Reunião de Gabinete
12h - Almoço com Raul Pont

Retornar ao Blog Sofia Cavedon.

sábado, 12 de setembro de 2009

Agenda de 14 a 19 de Setembro

Segunda-feira - 14
10h
- Comissão Especial – Legislação Municipal Conselhos Tutelares - Sala 303/CMPA
14h - Sessão Plenária
14h - Reunião na SMOV – Pauta: Cidade de Deus (Rua do Sínodo)
17h - Recebe Gerson – Assoc. de Apoio ao Estudante Afro
19h - Reunião DS PoA
19h - Reunião na comunidade São Vicente Mártir

Terça-feira -15
09h
- Visita CMS com Marsia – Projeto Reabilitação
10h30min - Reunião na Secretaria Estadual da Saúde com Marsia
13h45min - Comissão de Educação, Cultura, Esporte e Juventude (Cece) - Visita a EMEI Vila Tronco
17h - Recebe Neiva – Ufrgs – Projeto Biblioteca Comunitária
18h30min - Aula na UFRGS
19h - Audiência Pública EMEF Saint Hilaire – Pauta: Segurança

Quarta-feira -16
09h - Reservado
14h - Sessão Plenária
19h - Audiência da Frente Parlamentar da pela Aplicação do Piso Salarial Profissional - Debate: Piso e Carreira: qualidade social ou qualidade total? - No Plenarinho da Câmara Municipal - Av. Loureiro da Silva, 255.

Quinta-feira - 17
09h - Palestra em Cachoeirinha –CME – Plano Municipal: o que é?
10h - Votação PDDUA
14h - Sessão Plenária
14h - Reúne-se com Dr. Marinon Porto – Secretário Adjunto da Saúde – 4º andar – Projeto de Lei
17h - Recebe Ângela –Educadora Popular/PUC
19h - Plenária da DS no Cpers/Sindicato - Pauta: PED

Sexta-feira - 18
09h - Reunião de Bancada
14h - Recebe Professor Marco Aurélio – EMEF Gilberto Jorge
15h - Setorial da Educação - Sala da Bancada do PT na CMPA

Sábado - 19
09h30min - Visita Escola Aberta na EE Oscar Pereira
14h30min - Reunião da DS - Zonal 158
1630min - Caminhada na Vila São Pedro

Retornar ao Blog Sofia Cavedon.

Comunidades

Vila dos Sargentos – Um Grupo de Mulheres da comunidade já está trabalhando na forma de cooperativa. São 22 mulheres que se organizaram solidariamente e estão buscando alternativas de sustentabilidade. O mandato da vereadora Sofia, através da assessoria comunitária de Paola Carvalho, colaborou com todo o subsidio para organização dos documentos e auxiliando na organização das plenárias.
Contato: Paola Carvalho (3220.4263).

Vila Alto Erechim - A partir do movimento do mandato e da vereadora Sofia Cavedon, em reunião com a Fasc, a prefeitura teve que respeitar uma demanda do OP da região Centro-sul e homologou o convênio para 40 crianças de sete a 14 anos no Sase da Associação de Moradores da Vila Alto Erechim. A comunidade e a direção agradeceram o mandato no ato de abertura do serviço.

Contato: Paola Carvalho (3220.4263).

São Vicente Mártir - A vereadora Sofia está lutando junto com a comunidade para a reabertura do PSF, interditado pela Prefeitura em julho deste ano, devido ás condições do local. Sofia está reivindicando dos secretários de Saúde e do Gabinete de Planejamento Orçamentário, a definição de um prazo para a conclusão das obras e reabertura do posto.

Contato: Paola Carvalho (3220.4263).

Retornar ao Blog da Sofia Cavedon.

Loteamento Cristiano Kraemer/Zona Sul - Moradores pedem providências ao MP -Desde fevereiro que os moradores do Loteamento convivem com o acúmulo de lixo instalado em um terreno vizinho a parte da localidade. A vereadora Sofia Cavedon encaminhou vários pedidos de providência a todos os órgãos da Prefeitura responsáveis. Até hoje (12/05), apenas uma patrola foi enviada pelo Executivo Municipal. Frente ao convívio com ratos, cobras, baratas e recentemente uma infestação de bicho-de-pé nas crianças e adultos, a comunidade e o mandato da vereadora Sofia encaminharam pedido de providências à Promotoria do Meio Ambiente do Ministério Público (MP). Também está sendo questionada a legalidade do aterro. “Queremos saber se a empresa tem autorização para uso do terreno e se a área não é considerada de preservação”, destaca Sofia Cavedon. Os pedidos de providências as Secretarias Municipais do Meio Ambiente (Smam) e Saúde (SMS), e aos Departamentos Municipais de Habitação (Demhab), e de Esgotos Pluviais (DEP), também foram refeitos.
Situação piora
A situação, provocada pela colocação de entulho de obra, realizada pela empresa TMT Service que tem seus containers no terreno, está se agravando pelo aumento do lixo e do número de receptáculos, ocasionando rachaduras nas casas localizadas no entorno, alagando-as em dias de chuva; o esgoto, de algumas, verte para dentro de casa, além da caliça e do lixo invadirem os seus lares.
Contato: Paola Carvalho (3220.4263).


Loteamento Cavalhada - Prestigiando a comunidade, a vereadora Sofia Cavedon participou da eleição e posse da nova diretoria da Associação de Moradores do Loteamento Cavalhada. No encontro ela saudou os novos dirigentes que além das lutas diárias administram a Creche Comunitária da localidade. Nesse sentido, Sofia convidou a nova direção para participar do debate sobre a verba do Fundeb e as creches comunitárias. Ela também colocou o gabinete à disposição para contribuir nas ações a serem desenvolvidas nas áreas de educação infantil, cultura e esporte.
Contato: Paola Carvalho (3220.4263).

Vila Hípica/Cristal - A comunidade continua sem respostas da Prefeitura sobre a situação da Vila referente ao Programa Integrado Socioambiental (Pisa). A direção da Associação do Moradores solicitou a Câmara Municipal de Porto Alegre a realização de uma Audiência Pública e estão no aguardo de um retorno.

** A Eleição da nova diretoria está marcada para o dia 16 de maio (Sábado), na sede da Associação, das 14 às 19h.

** Os conselheiros do OP Cristal eleitos na edição deste ano são: Titulares: Cândida (Vila Hípica); Andréia (Vila Nsa. Sra. das Graças) - Suplentes: Lindomar (Vila Pedreira) e Jurema (Campos do Cristal).
Contato: Sandra Ilibio Braz (3220.4263).


Retornar ao Blog da Sofia Cavedon.

Belém Velho - Rincão - Dia 18 de abril o gabinete prestigiou os 05 anos de existência do Centro Social Antonio Gianelli (Rua África do Sul nº 7). No Centro, mas de 100 famílias são beneficiadas e 200 crianças e adolescentes atendidos diariamente com: atendimento de creche turno integral; serviço assistencial sócio-educativo; atendimento psicológico e pedagógico; e 800 refeições diárias. Para conhecer mais a entidade acesse: www.centrosocialgianelli.com
Contato: Sandra Ilibio Braz (3220.4263).

Situação na Escola Gen Neto está gravíssima - A situação da Escola Estadual General Neto está cada dia que passa se agravando mais. Dia 18 de abril, o Gabinete da vereadora Sofia, junto com o Círculo de Pais e Mestres (CPM) da Escola, protocolou no Conselho Estadual de Educação (Ceed), ofício relatando as condições insalubres, precárias e indignas que os alunos, professores e funcionários da escola estão passando. Alguns dos exemplos citados no documento foram: fossa entupida, banheiros interditados, sujeira, falta de espaço para atividades externas, entre outras. Segundo a assessora comunitária da vereadora, Paola Carvalho, foi solicitado ao Ceed, que tem como uma de suas principais tarefas a fiscalização das ações do Estado, que reforce a luta por melhores condições até que a obra realmente seja priorizada pelo estado.
Contato: Paola Carvalho (3220.4263).

Abraço ao terreno da Escola Técnica do Partenon - Na sexta-feira, 17 de abril, a comunidade do Partenon realizou um abraço ao terreno da futura Escola Técnica prevista para ser instalada no local. O ato aconteceu devido a demora da Prefeitura Municipal em adquirir o terreno para a construção do estabelecimento.
Conforme a assessora comunitária do Gabinete da vereadora Sofia Cavedon, Sandra Ilibio Braz, o terreno era das Máquinas Condor , que no final do governo João Verle foi permutado com a Prefeitura. O terreno possui três matrículas, sendo que duas estão regularizadas e uma está em processo de regularização. O impasse está ocorrendo, pois o Executivo Municipal afirma que a área seria usada para construções habitacionais.
O Governo federal já dispõe de recursos para a construção dos prédios e a compra do mobiliário. Os professores e funcionários da antiga Escola Técnica da Ufgrs já estão integrados ao Instituto.
O que falta?
Para a obra iniciar falta somente a doação do terreno pela Prefeitura. Localizado na Av. Bento Gonçalves, n° 5615, ele é de fácil acesso para os moradores das regiões da Lomba do Pinheiro, Leste e Partenon.
Estavam presentes no ato: Associação de Moradores da Vila São Judas Tadeu - Associação de Moradores da Vila São Pedro – Associação de Moradores da Bom Jesus - Associação de Moradores do Morro da Cruz - Conselho Popular do Partenon - Conselheiros das Regiões Gloria e Partenon - Vereador Serginho de Viamão - Representantes da Ufrgs e do MEC - Representantes da Câmara Municipal (Vereador Oliboni e Vereadora Sofia Cavedon) - e a Deputada Federal Maria do Rosário.
Contato: Sandra Ilibio Braz (3220.4263).

Cece: Escola Técnica da Restinga - Reunião Extraordinária realizada dia 17 de Abril. Conforme deliberação da última reunião da Comissão de Educação, Cultura, Esportes e Juventude (Cece) da Câmara Municipal de Porto Alegre, será convocada uma reunião extraordinária, para que o governo municipal traga à comunidade e ao vereadores que compõem a Comissão, informações sobre a infra-estrutura do terreno onde será construída a escola.
No encontro estavam presentes os secretários municipais de Gestão e Acompanhamento, de Obras, Planejamento e a Secretária da Educação. O Governo Federal, através do MEC e da Reitora da Escola técnica, informaram que se os prazos forem cumpridos e que, no segundo semestre, algumas aulas poderão iniciar em espaços da comunidade (escolas e locais cedidos pela Smic).
A Vereadora Sofia Cavedon, mesmo estando em Brasília na época da reunião, fez questão que sua assessoria participasse da atividade e se pronunciasse no sentido de estarmos vigilantes quanto aos prazos estipulados para conclusão das obras de infra estrutura. A Assessoria participa e acompanha, junto com a Comissão de Moradores, para que Porto Alegre, e a comunidade da Restinga, não perca este importante projeto.
Contato: Paola Carvalho (3220.4263).

Vila Hípica (Cristal) - No inicio de abril (06) o gabinete participou de reunião na Associação de Moradores da Vila Hípica (Cristal). A pauta do encontro foi a falta de resposta da Prefeitura aos moradores que questionam sobre o Programa Integrado Socioambiental (Pisa): Porque não mostram o projeto para a comunidade? Porque não comparecem às reuniões para esclarecer as dúvidas? Porque que as respostas dadas pelo Escritório do Programa são desencontradas? Os questionamentos da comunidade devem-se pois muitos moradores desejam reformar suas casas, algumas inclusive com paredes que correm o risco de desabar e precisam ver o projeto para saber se vão ficar naquela casa ou não. Segundo os moradores a Prefeitura não dá respostas concretas, isto quando respondem alguma coisa.
A Vila Hípica faz parte do Pisa e é a única Vila que não sairá do local. A conquista dos moradores ocorreu após muita luta e a área, que era do Estado, foi passada para a Prefeitura e hoje conta com projeto no qual consta a construção de 35 novas casas, uma praça, uma creche e um prédio para a Associação .
No dia 16 de abril a assessora Sandra retornou a comunidade para nova reunião onde os moradores optaram por realizar uma Audiência Pública na Vila Hípica. A data ainda está a ser definida.
Contato: Sandra Ilibio Braz (3220.4263).

Vila Hípica - Eleição para nova diretoria da Associação - No último encontro também ficou definido a data para a eleição da nova diretoria da Associação dos Moradores da Vila Hipódromo Taquari. Com a presença da Uampa, representada por Waldir Bohn Gass, a eleição ficou marcada para o dia 16 de Maio (Sábado), às 18h. Se houver inscrição de mais de uma chapa a eleição será das 14h às 19h. As inscrições de chapas estão abertas até o dia 30 de abril. O regulamento será fixado nos principais pontos da vila.

A COMISSÃO ELEITORAL ficou composta por: 2 moradores do local - Sr Anderson e Sra. Roseli; 1 representante da UAMPA - Sr. Waldir Bohn Gass; 1 representante externo - Sandra Braz; 1 representante do Orçamento Participativo da região - Sra. Jurema.
Contato: Sandra Ilibio Braz (3220.4263).

Loteamento Cavalhada - A Assessoria Comunitária do Mandato atua junto com o Grupo de Geração de Renda, em busca de melhorias para a localidade. Instalado na incubadora popular comunitária do Loteamento, o Grupo é formado por mulheres que, através da costura, estabelecem projetos de confecção junto ao GHC e outras parcerias.
Contato: Paola Carvalho (3220.4263).

** Também estamos engajados, com os recicladores do Galpão no Loteamento Cavalhada, lutando, junto a Prefeitura, pelo restabelecimento da entrega de material. Os trabalhadores ficaram sem material durante alguns meses afetando a vida de cerca de vinte trabalhadores que atuam no local.Campo NovoAcompanhamos a constituição da ONG SOS ZONA SUL. Através da entidade, os moradores do bairro Campo Novo pretendem construir alternativas e cobrar os problemas vividos pelas comunidades da região. Além disso, iniciam a constituir projetos nas áreas da criança e do adolescente, meio ambiente, geração de renda e segurança urbana.
Contato: Paola Carvalho (3220.4263).

Pitinga - Juntamente com a comunidade, estamos reivindicando à Prefeitura a demanda do OP de 2007, no valor de R$ 169.699,42, para compra de área de uma escola de ensino fundamental. Esta demanda é muito importante, já que na Restinga existe um déficit de vagas para ensino fundamental e as crianças da Pitinga precisam caminhar muito para chegar na escola mais próxima. O mais grave disto, é que duas crianças já morreram neste percurso, pois não há calçamento e elas precisam fazer o trajeto pelo acostamento.
Contato: Paola Carvalho (3220.4263).

** Também acompanhamos a nominação de duas ruas da comunidade, processo escolhido pelos moradores democraticamente.
Contato: Paola Carvalho (3220.4263).

Retornar ao Blog da Sofia Cavedon.

Cooperativa 4 de Junho – Lomba do Pinheiro - A Assessoria Comunitária do Gabinete esteve na sexta-feira (20/03) na comunidade Quatro de Junho, localizada na Rua Afonso Lourenço Mariante, na Lomba do Pinheiro, quando foi recebida pelos membros da Associação Moradores e Amigos da OMEGA. Na reunião foi solicitada a colaboração da vereadora Sofia Cavedon junto a Prefeitura, na busca de soluções para os graves problemas que a comunidade enfrenta.
São problemas de infraestrutura (falta de esgoto, água e rede elétrica) e ruas totalmente sem manutenção. As 200 famílias que moram há oito anos na Quatro de Junho ficaram recentemente quatro dias sem luz – a luz na comunidade é via “gato”, assim como a água. Devido a isso eles também sofrem com os inúmeros incêndios ocorridos nas casas. “As ruas são de difícil acesso e os bombeiros não conseguem chegar, muito menos ambulância”, lembram os moradores.
A comunidade Quatro de Junho, esteve nesta terça-feira (24/3), na Comissão de Defesa do Consumidor, Direitos Humanos e Segurança Urbana (Cedecondh) da Câmara Municipal. No encontro, solicitaram novamente que sejam resolvidos os problemas, sugerindo que a prefeitura, por decreto municipal, torne o local em Área Especial de Interesse Social (AEIS) para que seja instalada a infraestrutura básica.
Na audiência o Departamento Municipal de Habitação (Demhab) marcou um novo encontro, entre a comunidade e órgãos da prefeitura, para o dia 3 de abril, às 10h, no Demhab.
Contato: Sandra Ilibio Braz (3220.4263).

Associação Comunitária Morro da Cruz - Partenon - A convite de moradores do Morro da Cruz e da presidente da Associação Comunitária, a assessoria do gabinete participou no sábado (21/03), da reunião do planejamento das ações entidade durante o ano.
Vários assuntos foram relatados, destacando-se as reclamações em relação a vários serviços da prefeitura que, segundo os moradores, "não estão mais subindo o morro", como melhoria dos ônibus, da falta de remédios e do atendimento do Posto 4.
A comunidade tem uma demanda de construção de creche, conquistada no OP, no valor de 40 mil reais. Conforme o Governo Municipal é preciso o projeto pedagógico da creche para que a verba seja destinada. Nesse sentido o mandato irá contribuir com a comunidade, construindo, junto com eles, a proposta pedagógica da creche.
A Assessoria do Gabinete sugeriu no encontro a criação de um Fórum de Serviços na sede da Associação dos Moradores, para que possam, mensalmente, levar para a comunidade as assessorias dos órgãos da prefeitura para que possam ser ouvidos e atendidos nas suas demandas.
A reforma da sede da Associação também está mobilizando os moradores na busca de recursos para a realização da obra.
Contato: Sandra Ilibio Braz (3220.4263).

Escola da Embratel - Região Gloria – A comunidade continua aguardando a compra da área para a instalação da escola. Em 2008 a Smed garantia que a aquisição do terreno estava realizada.
Contato: Sandra Ilibio Braz (3220.4263).

Ilha das Flores – As crianças da Ilha permanecem sem escolinha. Em 2008 a Smed garantia que a EMEI seria construída.
Contato: Sandra Ilibio Braz (3220.4263).

Escola do Rincão – O projeto inicial previa a construção de salas de aula para abrigar 1.200 alunos. Apenas oito salas com capacidade para 30 alunos cada uma foram entregues pela Prefeitura. Pais das comunidades do Rincão, Loteamento Esperança, Sertão I e II reivindicam que as vagas atendam as crianças dessas comunidades.
Contato: Sandra Ilibio Braz (3220.4263).

Loteamento Cristiano Kraemer – Em visita ao local, a vereadora contatou que no terreno ao lado do loteamento há um aterro irregular que está invadindo a casa dos moradores do entorno. Foi encaminhado ao Prefeito um pedido de providências, para averiguação da irregularidade, pois o local é área de preservação ambiental. Também foi solicitado à Secretaria Municipal de Planejamento (SPM) o croqui do loteamento, para abrir o processo de nomeação das ruas, já escolhidas pela comunidade. Outra ação do gabinete na região é o apoio aos moradores intermediando, junto a Prefeitura, a construção da escola infantil demandada no OP.

25 de março - Até o dia de hoje a Prefeitura Municipal nada realizou das solitações feitas para a comunidade. O pedido de providências foi feito no dia 12 de fevereiro. Mesmo mês em que foram encaminhadas as demais solitações.
Contato: Paola Carvalho (3220.4263).

Vila Pedreira – Cristal – A Associação União da Vila Pedreira reivindica o atendimento da conquista do OP de 2000, que destina recursos para ampliação de sua sede, visando atender mais adolescentes no Trabalho Sócio Educativo. Até o momento, nem os recursos e nem as reformas chegaram. A implantação de um SASE no Instituto de Educação Infantil Escola da Vida, que atende 80 crianças, é outra reivindicação da comunidade. O valor estimado para a obra é de R$ 18 mil e beneficiará crianças com mais de seis anos de idade. A comunidade também pede a Prefeitura, a construção de um galpão de reciclagem na região.
Contato: Sandra Ilibio Braz (3220.4263).

Intercap – Partenon – O abandono, pela Smam, da praça Tristão Sucupira Viana forçou o abandono da comunidade a esse local de lazer. Essa é mais uma das praças abandonadas pela gestão Fogaça, denunciadas inúmeras vezes pela mídia local. Os moradores pedem providência no 156 desde outubro de 2008 e, o mais inacreditável, recebem correspondência da prefeitura dizendo que o serviço foi executado.
Contato: Sandra Ilibio Braz (3220.4263).

Vila São Judas Tadeu – Partenon - A ONG Xama de Duas Faces, em parceira com a Associação de Moradores da Vila São Judas Tadeu e apoio do gabinete da vereadora Sofia, está promovendo pela primeira vez na comunidade um cursinho pré-vestibular. Sofia considera a iniciativa um sucesso, surgindo demandas para outras regiões da cidade, como no Loteamento Wenceslau Fontoura, no bairro Rubem Berta. “A partir disso procuramos a direção da Xama de Duas Faces para discutirmos a possibilidade de implementarmos mais um curso pré-vestibular que atenda as comunidades carentes da cidade”.
Contato: Sandra Ilibio Braz e Vládia Paz (3220.4263).

** Estamos em tratativas com o Batalhão Ambiental da Secretaria Estadual de Segurança, junto com a comunidade que reivindica a liberação de uma área ao lado da Vila, de propriedade do Batalhão, que se encontra sem uso. A proposta é transformar o local em uma área de lazer comunitária.
Contato: Sandra Ilibio Braz (3220.4263).

Vila São Pedro – continua lutando pela concessão e regularização da área. Desde setembro do ano passado o gabinete acompanha a comunidade em reuniões com o secretário estadual de Habitação e o Cohre (Centre on Housing Rights and Evictions). Devido à irregularidade da Vila, a Prefeitura realiza somente serviços paliativos. Procurando soluções, o gabinete e a comunidade estão em tratativas com do DEP na busca de minimizar os alagamentos no local. Com o DMLU a busca é para amenizar o acúmulo de lixo na região.
Contato: Sandra Ilibio Braz (3220.4263).

Belém Velho – Moradores da rua Luciano dos Santos Rodrigues, conhecida como Beco da Servidão, contataram nosso gabinete solicitando apoio para a luta que travam desde julho do ano passado, quando iniciaram a reivindicar a Prefeitura a realização de serviços básicos para a comunidade. Representantes da rua já solicitaram audiência ao Ministério Público para pedir urgentes providências.
Contato: Sandra Ilibio Braz (3220.4263).

Jardim Cascata - Grande Glória - A comunidade solicitou ao gabinete que interceda junto ao município para transformar terreno baldio abandonado, em um recanto, ou uma praça. Junto com a comunidade, o gabinete está realizando pesquisa da área visando conquistar a demanda.
Contato: Sandra Ilibio Braz (3220.4263).

Guanabara - Alto Embratel - Moradores do beco da rua Guanabara encontram dificuldade de conseguirem a realização de vários serviços emergenciais junto a Prefeitura de Porto Alegre. A contenção de um desmoronamento que vem ocorrendo no local é o serviço mais urgente. Em novembro do ano passado a comunidade abriu processo junto a Smam, que até o momento (março/09) não havia respondido.
Contato: Sandra Ilibio Braz (3220.4263).

Retornar ao Blog da Sofia Cavedon.

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Poderes Executivo ou Legislativo Municipais deverão convocar suas Conferências de Cultura até dia 30 de Setembro

Está em processo a construção a II Conferência Nacional de Cultura (CNC) que tem como tema geral: "Cultura, Diversidade, Cidadania e Desenvolvimento". Três cidades gaúchas já realizaram suas conferências municipais, e outras 19 estão em processo de realização (veja calendário abaixo).

Na I CNC, no RS, tivemos 18 conferências municipais e 11 conferências intermunicipais que totalizaram 3.089 participantes de 159 municipios envolvidos no processo.Estamos agora, convidando todos os municípios a iniciarem a organização de suas conferências. Elas podem ser realizadas em grupos de municípios, por pólo, ou intermunicipais entre aqueles que se identificam culturalmente (território de identidade), ou ainda entre aqueles que têm propostas de planos políticos de cultura compartilhados. Mas, o ideal mesmo é que cada Município realize sua própria Conferência.

As conferências municipais deverão ser convocadas pelo Poder Executivo até o dia 30 de setembro de 2009 (art. 30, parágrafo 2º). Nos casos em que o Poder Executivo não convocar a respectiva conferência no prazo estabelecido (30 de setembro de 2009), é possível que a mesma seja convocada pelo Poder Legislativo local (Câmara de Vereadores), em caráter de excepcionalidade, sem prejuízo dos demais requisitos e sem ônus para o Ministério da Cultura (art. 30, parágrafo 5º).

A convocação e regimento interno deverão ser publicados conforme as prefeituras já costumam publicizar seus processos públicos.

A Conferência Estadual de Cultura deverá acontecer até o dia 15 de dezembro, e a Nacional acontecerá de 11 a 14 de março de 2010.

É importante salientar que após a publicação da convocação e do regimento interno, as conferências municipais deverão ocorrer até 31 de outubro.

No site do Ministério da Cultura, há o Blog da II Conferência Nacional de Cultura, contendo todas as informações necessárias, o Regimento da II CNC, o Texto-Base, modelos de regimentos municipais, e diversas dicas importantes; informações sobre o que está acontecendo no Brasil.

Agenda dos municípios que já estão construindo suas Conferências de Cultura:

18 de setembro - Alegrete
2 de outubro - Arroio Grande
22 e 23 de setembro - Gramado
25 e 26 de setembro - Sapucaia do Sul
25 e 26 de setembro - São Leopoldo
26 de setembro - Santo Angelo
28 e 29 de setembro - Santa Rosa
29 de setembro - Ijui
31 de outubro - Cruz Alta
17 de outubro - Canoas
24 de outubro - Sapiranga
26 de outubro - Passo Fundo

A definir - Triunfo
A definir - Novo Hamburgo
A definir - Santa Maria
A definir - Sant'Ana do Livramento
A definir - Viadutos
A definir - Porto Alegre
A definir - Caxias

Para os municípios que já estão em processo de realização das conferências, solicitamos ainda que nos enviem: contatos (telefone e email), local com endereço, programação, edital de convocação, composição da comissão organizadora e regimento da conferência municipal, para assim, publicarmos no blog http://www.culturadigital.br/cncrs/

Para maiores informações contate o facilitador do RS, que pode ser acionado para assessorar os municípios, em suas conferências, tirando dúvidas, apoiando em todo o processo, onde se fizer necessário.

Informo ainda que o Regimento Interno, texto base e todas as informações da II Conferência e demais informações podem ser acessadas no blog http://www.culturadigital.br/cncrs/

Também podem ser acessadas diretamente nos seguintes links:

- Texto Base da II CNC: http://blogs.cultura.gov.br/cnc/files/2009/08/Texto-Base.pdf
- Apresentação da II CNC - http://blogs.cultura.gov.br/cnc/files/2009/06/ii_cnc_2010.pps- Regimento Interno da II CNC: http://blogs.cultura.gov.br/cnc/files/2009/06/regimento-iicnc1.pdf
- Orientações para as conferências municipais, estaduais e do Distrito Federal: http://blogs.cultura.gov.br/cnc/files/2009/08/orientacoes_aos_municipios_e_estados.pdf
- No blog da Conferência está publicado esse regimento interno da conferência em São Tomé/RN, e pode servir como ponto de partida: http://blogs.cultura.gov.br/cnc/files/2009/08/regimento-conferencia-sao-tome.doc

O calendário das Conferências é o seguinte:
Conferências Municipais ou Intermunicipais devem ocorrer até o dia 31 de outubro de 2009;
Conferência Estadual deve acontecer até o dia 15 de dezembro de 2009;
Conferências Setoriais devem ocorrer até o dia 15 de dezembro de 2009;
A II Conferência Nacional de Cultura será realizada de 11 a 14 de março de 2010 em Brasília.

Fonte: Everton Rodrigues / E-mail – everton@softwarelivre.org / (51) 84850299Blog da CNC RS: http://www.culturadigital.br/cncrs/Porto Alegre – RS

Retornar ao Blog da Sofia Cavedon.

Inscrições para as "Brigadas de Solidariedade a Cuba"

ASSOCIAÇÃO CULTURAL JOSÉ MARTÍ-RS - Solidariedade a Cuba e aos Povos em Luta

INFORMA: Estão abertas as inscrições para as "Brigadas de Solidariedade a Cuba".
Período 24.01 a 07.02.2010.
Ver programa na página -www.josemarti.com.br programação em portugues (clicar)

São 10 vagas. Interessados fazer contato com com acjmrs@gmail.com - cezira78@yahoo.com.br para preenchimento da ficha de brigadista e outros procedimentos.

Endereço da ACJM/RS: Rua dos Andradas, 1560, 16ºandar, sala 1604 - Galeria Malcon, tel: (51)3224 4953 à tarde.

Fonte: Maria Cezira/(51)9289 4003

Retornar ao Blog da Sofia Cavedon.

Escola Especial Inclusiva - Lute por essa idéia!

Prêmio ODM brasil

IV Conferência Municipal das Mulheres

Espetáculo Colibris Dalí Daqui

Encontro AESUFOPE

A AESUFOPE, dando continuidade às discussões iniciadas neste ano, agora abordando alguns dos assuntos propostos pelos participantes do Seminário que realizou no primeiro semestre 2009, promove o encontro dia 22 de setembro 2009 com o tema:

HORA AULA, ESTÁGIOS E PRÁTICAS CURRICULARES: UMA VISÃO SISTÊMICA”.
Palestrante: Dr. Paulo Monteiro Vieira Braga Barone (Presidente CES/CNE)

Local: PUCRS – Prédio 15 – Auditório 240

Programa:

- 8h30min – Credenciamento e abertura
- 9h – Palestra e debate
- 11h30min – Reunião da AESUFOPE: Fórum Estadual, agenda 2009 e outros.

O evento é gratuito.

Fonte: Prof. Gabriel Grabowski/Diretoria AESUFOPE

Retornar ao Blog da Sofia Cavedon.

PED 2009 - Lançamento da candidatura de José Eduardo Cardozo à presidência nacional do PT

Democracia Socialista - Tendência do PT

Brasília - 16 de setembro - 18 horas / Câmara dos Deputados - Plenário 1 - Anexo 2 (plenário da CCJ)

A Mensagem ao Partido apresenta o companheiro JOSÉ EDUARDO CARDOZO, à Presidência do Partido dos Trabalhadores no PED de 2009.

Acreditamos que ele encarna a trajetória de trinta anos de lutas pela construção e consolidação desse instrumento de transformação da sociedade brasileira: o PT.

O compromisso de JOSÉ EDUARDO CARDOZO expresso na militância, nos mandatos executivos e legislativos que já exerceu e exerce com abnegação e competência; a capacidade dirigente que demonstra como Secretário-Geral do Partido; e a condução, em diálogo permanente com as diferentes posições representadas na Comissão Executiva Nacional, o habilitam à disputa democrática que abrimos com o PED.

O companheiro JOSÉ EDUARDO CARDOZO reúne as qualidades necessárias para liderar o Partido dos Trabalhadores no novo ciclo que se abre em 2010.

Mensagem ao Partido.

Retornar ao Blog da Sofia Cavedon.

Yeda “investe” R$ 34 mil na UERGS e articula ajuda milionária para GM

O déficit zero, decantada conquista do governo Yeda Crusius, é um discurso que se esboroa diante da realidade que nos apresenta escolas de lata e postos de saúde cheios de goteira. Só um número, revelado esta semana, dá conta do embuste: no orçamento para 2009, que Yeda jurava ser realista, seus técnicos previram um gasto de R$ 37 milhões com a Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (UERGS), mas até o mês de julho, nem um quarto (24%) deste dinheiro foi aplicado na universidade. Pior, no item “investimentos” o Estado gastou 1%. Isto mesmo, um por cento (!) o que equivale a míseros R$ 34 mil reais para a manutenção e a melhoria de dezenas de unidades espalhadas pelo Estado inteiro.

São dados da Secretaria da Fazenda que revelam muito mais do que cifras; revelam, na verdade, a opção política de um jeito de governar tucano nem um pouco novo porque já foi visto em nível federal com Fernando Henrique quando as universidades públicas foram sucateadas. Yeda tem horror à idéia de fortalecer a UERGS não só porque ela foi criada pelo governo Olívio Dutra, mas porque foi criada para dialogar com o desenvolvimento endógeno, capacitar a produção local e não para moldar futuros peões das ultrapassadas indústrias de segunda geração do tipo montadoras de automóveis.

E por falar em General Motors, já tramita na Assembleia Legislativa um benevolente projeto de lei em que Yeda concede maravilhosos incentivos fiscais à montadora. A oposição, premida pelo temor de que qualquer movimento mais brusco de reação seja ordinariamente noticiado como uma “Ford 2″, atua com todo o cuidado. A idéia é demonstrar ao povo gaúcho que o que Yeda está oferecendo à GM em isenção de impostos, se fosse aplicado, por exemplo, no setor moveleiro, calçadista ou nas cooperativas e no setor primário, geraria mais empregos, mais renda e, por conseguinte, mais desenvolvimento ao Rio Grande do Sul.

A benesse de Yeda representa alguns bilhões a menos nos cofres públicos e, na ponta do lápis, significa que todo o comemorado investimento da montadora no Estado, será completamente pago… pelo povo gaúcho. (Maneco)

Fonte: RS Urgente

Retornar ao Blog da Sofia Cavedon.

Quem paga o exército de jornalistas anti-Lula?

Segundo o JIBRA, grupo de jornalistas brasileiros refugiados na Irlanda, grandes empresas ligadas ao PSDB e DEM pagariam mais de cinco milhões de reais por mês a pelo menos 76 jornalistas e políticos brasileiros.

Rogério Mattos Costa, de Madrid

O julgamento e a absolvição de Antonio Pallocci pelo STF, deixa no ar uma questão: quem irá recompor a imagem pública do ex-ministro? Ele sai absolvido ou sua absolvição, terá lhe servido como uma nova condenação? A julgar pela foto da capa da FOLHA, mostrando alquebrado e triste o principal acusador desmentido pelo julgamento, dá uma idéia. Se depender da mídia, Francenildo, o caseiro-milionário continuará tendo razão. E o ministro da fazenda que herdou e governou as finanças brasileiras na época em que os juros eram de 26,5% e o risco país andava pelos 4000 pontos e o dólar perto dos R$4,00, será o grande culpado.

O Partido da Mídia - Que a mídia brasileira tornou-se num tipo de partido político, quase ninguém mais duvida. O Paulo Henrique Amorim criou até uma sigla: PIG, o Partido da Imprensa Golpista. Segundo ele, nunca, em tempo algum, teria existido tamanha unanimidade dos grandes órgãos de comunicação de massas com relação a um governante. Parece até algo feito e traçado no plano espiritual, algo como a “transmissão de pensamento”, tamanha é a coordenação entre os artigos e manchetes de jornais que em tese, deveriam ser concorrentes entre si. Um fenômeno quase paranormal. Lula é criticado e xingado diariamente por 10 em cada 10 jornais, rádios, TVs e sites de Internet do Brasil.

Nesse exato momento em que escrevo essa matéria, um exercito de pelo menos 5.500 outras jornalistas ( pelo menos um em cada município brasileiro) estarão escrevendo e publicando matérias contra o presidente, seu governo, seus ministros ou seu partido. Parece até que existe uma coordenação central, um Comitê Diretor, de onde saem as idéias e argumentos, tão similares e repetitivos eles são. Houve dias em que a falta de imaginação foi tanta que três jornais tiveram a mesma manchete. As chamadas “crises” são feitas a partir de pequenos fatos, que de repente, avolumam-se de tal forma que parece que o governo vai cair.

Quando uma “crise” fabricada acaba por ser desmentida, ela de repente some das manchetes. E em seu lugar entra outra crise, numa sucessão monótona de casos e primeiras páginas que nunca são provadas, nem nunca desmentidas.

O chamado “Mensalão”foi o de maior repercussão. Um caso típico de sobra de caixa dois de campanha, transformado em “distribuição de propinas para os deputados do PT e demais partidos da base aliada votarem a favor das projetos de Lei de interesse do governo no congresso”.Depois tivemos casos jocosos como os da embriaguez do presidente; a estrela de flores vermelhas plantadas nos jardins do Palácio da Alvorada pela Dona Marise; o papel de bala que Lula deixou cair no chão e que virou capa da Folha de São Paulo, a caixa de whisky que Fidel Castro em pessoa teria mandado cheia de dólares para a campanha do PT num jatinho de um amigo do dono da Veja, etc,etc.

Teve ainda o caso do caseiro milionário Francenildo, o dossiê que a Dilma teria mandado fazer contra as despesas do FHC e que saiu do gabinete de Alvaro Dias; o caso da dona Denise Abreu da pista estragada em Congonhas e do incêndio do avião da TAM e a tragédia do avião da GOL, ambas atribuídas pela TV Globo, várias vezes, diretamente ao presidente. Sem falar na famosa “fazenda do filho do Lula” que ninguém jamais disse onde é, mas circula até hoje na Internet, tendo como fundo uma foto nada mais nada menos do que a do prédio principal de uma famosa escola de engenharia agronômica no interior de São Paulo.

Existe mesmo o PIG ? Há uma central que coordena tudo isso? O que é o JIBRA? Em 2006 circulou pela Internet uma série de textos assinados por um grupo de jornalistas brasileiros residentes em Londres, chamado JIBRA, Jornalistas Independentes do Brasil, que seriam considerados “malditos”. Segundo os próprios, eles saberiam de muitas coisas relativas à mídia. Coisas que os fariam alvo, inclusive, de assassinato. Tanto assim que teriam, após o inexplicável assassinato de um jovem brasileiro chamado Jean Charles, que trabalharia como Office-boy para o grupo, mudado para a Republica da Irlanda. Existindo ou não esse grupo, estando ele no Brasil, na Irlanda ou na Inglaterra, suas denúncias tem sentido. Nesse artigo, num dos textos mais conhecidos, o grupo JIBRA fornece nomes, números das contas bancárias e valores dos subornos e propinas pagos pelo PSDB e empresas aliadas, a conhecidos jornalistas brasileiros. Que aliás, nunca desmentiram essas informações...

O Texto do JIBRA: os jornalistas que “comeriam na mão” como disse o Serjão...

Há tempos, pede-se a abertura da Caixa Preta da imprensa brasileira. Nenhum cidadão razoavelmente inteligente pode acreditar que a violenta campanha para derrubar o Presidente Luiz Inácio Lula da Silva seja realizada por jornalistas somente seduzidos pela doutrina neoliberal e conservadora difundida pelos quadros intelectuais da elite brasileira. Há muito dinheiro correndo nos túneis subterrâneos do Golpe de Estado em curso no Brasil. Boa parte desse dinheiro se destina a abastecer os jornalistas e formadores de opinião recrutados pelo Grupo Rio. Investigações independentes, realizadas de Setembro de 2005 a Março de 2006, revelam que pelo menos 76 pessoas, entre jornalistas e outras personalidades, foram agraciados por suas contribuições ao Golpe de Estado.

Certamente, há os que nada cobram, que se juntam à sedição por motivos particulares ou por investirem em benefícios futuros. Os bancos Nossa Caixa, Bank of Boston e Santander Banespa tem sido os principais canais de repasse para a maior parte desses profissionais de duplo emprego. Quem são os jornalistas empenhados em instaurar o terror no País. A legião de colaboradores do Golpe de Estado se divide em três frentes diferentes na mídia: 1) Jornalistas da grande imprensa; 2) Blogueiros e articulistas "independentes"; 3) Formadores de opinião (analistas políticos, artistas, etc...). Os primeiros tratam de ecoar tudo que é supostamente negativo no governo do Presidente Lula. Exageram, ofendem, instauram suspeitas e, a todo custo, recorrem ao moralismo rasteiro para provocar indignação nos cidadãos. É o caso do jornalista Ricardo Noblat.

Os segundos são utilizados geralmente para divulgar informações falsas, parte da estratégia de terror utilizada na desestabilização do País. Por serem menos facilmente enquadráveis, realizam o trabalho sujo de poluição informativa. É o caso de Claudio Humberto. Os terceiros são cooptados das mais diferentes formas, nem sempre presenteados com dinheiro. Na farsa midiática, servem para criar uma ilusão de caos institucional, de decepção geral e indignação contra o governo. É o caso do ator Lima Duarte, tradicionalmente ligado ao tucanismo; de um conhecido humorista; do deputado Fernando Gabeira; do presidente da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), de Roberto Busato, a quem foi prometido o cargo de Ministro da Justiça em eventual futuro governo do PSDB-PFL; do "oabista" Orlando Maluf Haddad, cuja má índole é equivalente a sua capacidade de acumular patrimônio; e da analista de assuntos políticos Lucia Hipólito.

Como ganhar dinheiro fácil – Para alguns desses jornalistas e formadores de opinião, o ofício sempre foi uma prática de comércio apartada de valores morais ou de condutas éticas. É o caso do "empoado" Augusto Nunes, do Jornal do Brasil, e de Eurípedes Alcântara, da revista Veja.

O segundo esteve inúmeras vezes nos Estados Unidos, sempre participando de simpósios do Departamento de Estado e do Departamento de Defesa para jornalistas latino-americanos alinhados com as políticas de Washington. Logicamente, Alcântara sempre foi retribuído por suas ações no sentido de desmoralizar qualquer projeto ou personalidade da esquerda no Brasil. Outros jornalistas têm servido com fidelidade aos articuladores do Golpe de Estado, como o blogueiro Fernando Rodrigues e o articulista Merval Pereira. A norma é simples. Negar ou criticar qualquer sucesso da administração de Luiz Inácio Lula da Silva.

Os sucessos na Educação, como o Prouni, e na promoção social, como o Bolsa Família, devem ser ignorados ou tratados com ironia ácida. Toda suspeita deve ser concebida como verdade. Tudo que representar dano à reputação do presidente e de seu partido deve ser ampliado, se possível em tom de indignação cívica. No plano das alianças, referências à Venezuela e a Hugo Chávez devem ser sempre negativas.

Os comentaristas e analistas seguem a mesma cartilha (um conjunto informal de orientações conhecido como Bola7), produzida sob coordenação do publicitário Paschoal Fabra Neto. É o caso de Luciano Dias, do IBEP, aluno obediente do Grupo Rio. Vale acompanhar seu torto pensamento, expresso no UOL (serviço do Internet do jornal Folha de S. Paulo).

"De acordo com Dias, é irrelevante se o caseiro foi ou não comprado para desmentir Palocci."

http://noticias.uol.com.br/uolnews/brasi… O jogo das contas bancárias milagrosas – Ricardo Noblat, Fernando Rodrigues, Claudio Humberto, Augusto Nunes, Merval Pereira, Otavio Cabral, Lucia Hipolito, Luciano Dias, Lilian Witte Fibe, Mauro Calliari, Eurípedes Alcântara, Mario Sabino, André Petry, Diogo Mainardi, entre outros, não citados porque se beneficiam de nossas incertezas, figuram entre os alegres ganhadores da loteria do golpe. Cabe aos bons jornalistas, descobrir quem os tem premiado.

* Para facilitar o trabalho, apresentamos alguns dados fundamentais de quanto cada um ganhou, respectivamenta: R$ 76 mil entre 10/2005 e 03/2006; R$ 234 mil entre 07/2005 e 03/2006; R$ 450 mil entre 08/2005 e 03/2006; R$ 34 mil entre 07/2005 e 03/2006; R$ 906 mil entre 06/2005 e 03/2006; R$ 54 mil (em 10 parcelas) entre 05/2006 e 02/2006; R$ 111 mil entre 08/2005 e 03/2006; R$ 432 mil entre 10/2005 e 03/2006; R$ 454 mil entre 10/2005 e 03/2006; R$ 32 mil entre 08/2005 e 03/2006; R$ 321 mil em 12/2005; R$ 98 mil entre 07/2005 e 03/2006; R$ 132 mil entre 10/2005 e 03/2006; R$ 42 mil entre 10/2005 e 03/2006.

Interessante é que idêntico sistema de compra seletiva de jornalistas e comunicadores tem sido registrado na Venezuela, no Paraguai e, mais recentemente, no Peru. A comparação nas metodologias nos permite deduzir que há uma inteligência operativa internacional por trás dos projetos de desestabilização de governos.

* Dados obtidos sem conhecimento do governo federal, a partir de esforços de reportagem de ex-integrantes do Prime Suspectz, hoje voluntários do JIBRA. Quem compra os jornalistas – O sistema criado pelo PSDB e pelo PFL para a compra de jornalistas é antigo. Seu idealizador foi o falecido ministro Sérgio Motta, o Serjão, responsável por enorme série de falcatruas no reinado de Fernando Henrique Cardoso. Segundo ele, a imprensa "comia na mão se farto fosse o grão". Serjão fez escola, gerando uma série de articuladores de "contratos" com a imprensa. Hoje, alguns militam nas fileiras de José Serra. Outros, no bando do ex-governador alquimista da Opus Dei.

Pode-se dizer que boa parte das compras de jornalistas efetuadas na grande imprensa teve como articulador o diretor financeiro do Instituto Sérgio Motta, Vladimir Antonio Rioli. Ex-sócio de José Serra, parceiro do ex-prefeito na prática costumeira do delito, Rioli é conhecido por sua folha corrida. Rioli, já condenado pela Justiça Federal, tem sido tradicional interlocutor tucano em negociações com a Editora Abril, de Roberto Civita, e o Grupo Folha, de Otávio Frias.

Details: Processo 2002.34.00.029731-6.

Outro esforçado negociador tucano tem sido o jornalista Reinaldo Azevedo, da revista "Primeira Leitura", cuja meta particular tem sido qualificar-se como porta-voz da direita brasileira. Ainda que intelectualmente limitado e dono de texto raso e confuso, Azevedo tem sido reverenciado pelos reacionários brasileiros, a ponto de merecer referência no site Mídia Sem Máscara, do filósofo "neonazista" Olavo de Carvalho. No mundo das transações subterrâneas, Azevedo é conhecido pela avareza. Espírito disciplinado de militante, procura pagar pouco por textos de interesse da cúpula tucana.

A ala dos alquimistas teve em Roger Ferreira seu mais destacado negociador. O ex-assessor de comunicação do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, atuou às claras nas grandes redações, a ponto de ser chamado de "trintinha", numa alusão ao preço padrão pago por matérias especiais do interesse de seu chefe.

Roger Ferreira, citado no dossiê elaborado pelo ex-gerente de marketing do banco Nossa Caixa Jaime de Castro Júnior, coordenava o esquema do Palácio dos Bandeirantes para beneficiar com verbas de publicidade uma série de emissoras de rádio e TV, além de jornais e revistas. Ferreira foi ainda interlocutor do governo paulista em tratativas com representantes do grupo Cisneros (Venezuela) no Brasil. A corporação mantém uma parceria comercial com o Grupo Abril, que publica Veja.

De acordo com o deputado estadual Afanásio Jazadji, do PFL, o governador Alckmin chegou a negociar pessoalmente projetos inescrupulosos para dourar sua imagem pública.

A reação da cidadania – Os fatos estão devidamente expostos, "mastigadinhos", como dizem os brasileiros. Cabe aos cidadãos de bem, especialmente aos jornalistas que escaparam da sedução criminosa, reagir e reinstaurar o paradigma da ética nas relações triangulares entre governo, mídia e sociedade. O JIBRA, esteja onde estiver, continuará trabalhando para levar a informação exclusiva, nua e crua ao povo do Brasil.

E assim encerra-se o texto do JIBRA.

Se o prezado leitor ainda guarda alguma dúvida de que um verdadeiro exército de jornalistas recebe milhões de reais por mês para produzir matérias e escândalos contra o presidente Lula, experimente apenas pesquisar na internet com as palavras de Sérgio Motta, que dizia sobre a imprensa que “comia na mão se fosse farto o grão”. Já quanto a quem são os pagadores desses milhões, fica nosso apelo para tentarmos juntos descobrir, identificar e mostrar aos milhões de eleitores que podem estar sendo influenciados dia e noite por esse dinheiro.

Uma pista pode ser o trabalho de Eva Golinger, advogada venezuelano-americana que descobriu que usando recursos repassados pelo Departamento de Estado, universidades americanas pagaram “bolsas de estudos” aos diegos mainardis , lucias hipollitos e noblats daquele país. As provas ela conseguiu na biblioteca do Congresso dos EUA, todas autenticadas, com nomes, contas bancárias e valores repassados a cada jornalista, comentarista, especialista,”consultor” que aparecia todos os dias na TV pregando o golpe de estado contra o presidente eleito pelos venezuelanos.Estamos diante de um novo tipo de golpe: o midiático-financeiro. E é preciso pesquisar mais sobre ele. E cada um de nós pode ajudar, pesquisando no Google ou em outros mecanismos de busca sobre os nomes aqui relacionados.

Ajude o Brasil a identificar os seguidores de Domingos Fernandes Calabar, do padre Manoel Moraes e do tristemente célebre Joaquim Silvério dos Reis. E conte para a gente e para os seus amigos o que você achou, enviando os resultados para o blog de sua preferência. Vamos identificar esse pessoal e suas fontes de dinheiro fácil e sujo.

Fonte: Desabafo Brasil.

Retornar ao Blog da Sofia Cavedon.

Seminário Internacional O Negro na Mídia

Sindjors realiza seminário internacional sobre os indicadores da negritude nos meios de comunicação

Evento será nos dias 17 e 18 de setembro em Porto Alegre e terá palestrantes especialistas em indicadores sócios econômicos e jornalistas da Colômbia, Equador, Porto Rico, Espanha, Organização das Nações Unidas – ONU e do governo brasileiro. A entrada é franca e o prazo para inscrições encerra no dia 15/09. Interessados (as) em participar devem enviar e-mail solicitando ficha de inscrição para: secretaria1@jornalistasrs.brte.com.br

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Rio Grande do Sul - Sindjors realiza nos dias 17 e 18 de setembro próximo, no Salão Nobre da Associação Rio-grandense de Imprensa - ARI o 2º Seminário Estadual O Negro na Mídia - a Invisibilidade da Cor, nesta edição, tendo com o tema Indicadores da Negritude e os Meios de Comunicação e o Encontro Latino-americano de Comunicação, Afrodescendentes e Rodada dos Censos de 2010.

A entrada é franca e as inscrições estão abertas até o dia 15/09, podendo a ficha de inscrição ser solicitada através do e-mail: secretaria1@jornalistasrs.brte.com.br.

Os eventos são uma produção do Núcleo dos Jornalistas Afro-brasileiros e marcam a parceria do Sindjors com o Fundo de Desenvolvimento das Nações Unidas para a Mulher – Unifem, Centro de Informação das Nações Unidas - UNIC e o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada – IPEA.

Com tradução simultânea, o Encontro Latino-americano de Comunicação, Afrodescendentes e Rodadas dos Censos 2010 já tem confirmada a presença de convidados do Equador, Colômbia, Porto Rico e Espanha.

De acordo com Jeanice Dias Ramos, integrante da diretoria do Sindjors e coordenadora do Núcleo, um dos objetivos do Seminário “é refletir sobre o que significa para os profissionais da mídia ter em mãos informes e indicadores sobre a população negra, ou seja representa a oportunidade de dominar com maior propriedade a temática étnica racial”. Ela, também, alerta que os eventos são abertos para o público em geral e as inscrições devem ser feitas de imediato “para garantir lugar, já que a procura tem sido grande nestes últimos dias".

VISIBILIDADE - Sobre o Encontro Latino-americano de Comunicação, Jeanice Ramos enfatiza que o seminário é parte da estratégia de assegurar a visibilidade estatística de afrodescendentes na região das Américas e no Brasil, como uma ação política que garanta a coleta e análise de dados desagregados por raça/etnia nos censos de 2010/2012 e, igualmente, verificar o impacto dessas alterações na produção de dados e indicadores socioecnômicos.

A desagregação de dados por raça/etnia pode resultar, segundo a coordenadora do Núcleo dos Jornalistas Afro-brasileirpos , no aperfeiçoamento das políticas públicas de combate ao racismo e promoção da igualdade racial, de acordo com os compromissos assumidos pelos Estados da região e reiterados na Conferência de Revisão de Durban, realizada em Genebra, em abril de 2009.

Esta iniciativa do Sindjors se integra aos esforços de garantir a ampliação dos direitos humanos da população negra através do enfrentamento do racismo, como determinam o Plano de Ação de Durban e as orientações do Comitê sobre Eliminação da Discriminação Racial - CERD, bem como instalar uma agenda de interlocução com jornalistas e comunicadores e sociedade civil.

O Seminário O Negro Na Mídia – Invisibilidade da Cor terá abertura no dia 17/9, quinta-feira, às 18h30min, no Salão Nobre da Associação Rio-grandense de Imprensa – ARI com prosseguimento, no mesmo local, no dia seguinte, 18/9, às 8h30min e reunirá representantes do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada – IPEA (DF); do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE (DF); Centro de Informação das Nações Unidas – UNIC (RJ); Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial – Seppir (DF) e Empresa Brasil de Comunicação – EBC (DF) e Fundo de Desenvolvimento das Nações Unidas para a Mulher – Unifem (DF).

Programação
17 de setembro de 2009 - Seminário Estadual O Negro na Mídia – a Invisibilidade da Cor
Das 18h30min às 22h

18 de setembro de 2009 - Encontro Latino-americano de Comunicação, Afrodescendentes e Rodada dos Censos de 2010

Das 8h30 às 10h - Painel I – Afrodescendentes e a Rodada dos Censos de 2010

Das 10h30 às 12h - Painel II – Raça e Etnia nos Censos do Brasil, Pesquisas e Indicadores sobre a População Negra

CONVIDADOS/CONFIRMADOS
Eloi Ferreira de Araújo - Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial – Seppir
Mário Lisboa Theodoro - Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada – IPEA
Maria Inês Barbosa -Fundo de Desenvolvimento das Nações Unidas para a Mulher – Unifem
Ana Lucia Sabóia - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE
Giancarlos Suma - Centro de Informação da ONU
José Carlos Torves - Federação Nacional de Jornalistas - Fenaj
Eliane Cavalleiro - Associação Brasileira de Pesquisadores Negros - ABPN
Cristian Guevara - Federação de afrodescendentes iberoamericanos - Fedafro - Espanha
Esaud Noel - Presidente da Associação Nacional de Jornalistas Afrocolombianos - Colômbia
Julio Rivera - Jornalista de Porto Rico

Informações com: Jeanice Dias Ramos - 51 91.17.33.90 - jeanice_ramos@hotmail.com

Fonte: Vera Daisy Barcellos - Jorn. Reg.Prof.3.804 - 51.913.56.435 - Núcleo de Jornalistas Afro-brasileiros /Sindjors

Retornar ao Blog da Sofia Cavedon.

SOMOS PROMOVE CURSO SOBRE CIDADANIA SEXUAL

O Grupo SOMOS – Comunicação, Saúde e Sexualidade com o apoio da Escola de Saúde Pública (ESP), da 1ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE) e da Secretaria Municipal de Educação de Porto Alegre (SMED) realizarão o curso “Cidadania Sexual: o que a Saúde e a Educação têm a ver com isso?” - Formação para Profissionais de Saúde e de Educação, de 2 de setembro a 27 de novembro, no auditório da ESP (Avenida Ipiranga 6311). A carga horária total do curso será de 40 horas, com duas turmas, e 20 vagas para cada uma.

O principal objetivo do curso é aproximar os profissionais da saúde e da educação e fazê-los dialogar acerca do tema “Sexualidade”. Os participantes do projeto Saúde e Prevenção nas Escolas vêm percebendo, no decorrer do período de outubro de 2007 até hoje, que a falta de informação e de discussão sobre essa temática, somada aos tabus e mitos que cercam a mesma, são problemas que ocorrem em ambas as áreas e têm contribuído para o distanciamento desses trabalhadores dos adolescentes e jovens que frequentam as escolas e/ou que buscam os serviços de saúde.

Os professores pretendem ainda desmistificar as naturalizações acerca das questões circulantes sobre sexualidade, além de tratar das questões éticas no trabalho com a diversidade, tendo como meta o exercício da cidadania

Será fornecido certificado ao aluno que tiver, no mínimo, 75% de presença e apresentar o trabalho de conclusão.

As inscrições poderão ser feitas no site da Escola de Saúde Pública: www.esp.rs.gov.br

Fonte: Grupo SOMOS – Comunicação, Saúde e Sexualidade

Retornar ao Blog da Sofia Cavedon.

Manifesto de Repúdio à Desestruturação da Cultura do Município de Porto Alegre

A Coordenação do 12º Festival de Música e Poesia Mário Quintana, inscritos, participantes, usuários do Parque Chico Mendes, comunidade escolar do bairro Mário Quintana, integrantes da região nordeste de Porto Alegre, músicos da Grande Porto Alegre e demais interessados na promoção da cultura popular do Rio Grande do Sul VEM A PÚBLICO MANIFESTAR SEU REPÚDIO À DESESTRUTURAÇÃO DA CULTURA DO MUNICÍPIO DE PORTO ALEGRE.

O Festival de Música e Poesia Mário Quintana é realizado já há 11 anos visando a promoção e incentivo da cultura e novos talentos originados na periferia da capital gaúcha e cidades vizinhas a este município. Infelizmente, pela primeira vez na história desse evento, tivemos a sequência desagradável de, inicialmente, transferirmos a data de realização com aviso da Secretaria de Cultura na antevéspera e, depois, na segunda data, no dia 30 de agosto de 2009, o total cancelamento do evento devido ao atraso em mais de três horas na chegada dos equipamentos.

Esses fatos corroboram o total descalabro da Secretaria de Cultura e sua falta de comprometimento com a organização comunitária e cultura popular. Não há como o gestor público eximir-se de responsabilidade frente a toda expectativa e prejuízos dos organizadores, usuários e comunidades do entorno do Parque Chico Mendes e grupos de geração de trabalho e renda, pois este evento fora agendado e confirmado com 6 (seis) meses de antecedência e com a anuência de representantes da Secretaria Municipal de Cultura.

O prejuízo público, nesse caso, não é apenas de credibilidade, mas também econômico, uma vez em que os materiais de divulgação e promoção do Festival foram conseguidos a partir da colaboração da Secretaria Municipal de Governança Solidária Local a qual, em última instância, utiliza recursos de todos nós, contribuintes de Porto Alegre.

Foi com extremo pesar e sob intensa ansiedade que tivemos de dispensar os jurados da Associação de Jurados do Carnaval e Eventos Populares do Rio Grande do Sul (AJUCEPERGS), grupos de pagode e hip-hop que vieram de locais distantes, e as crianças e seus responsáveis das oficinas da Associação NACIPAZ e da Escola Municipal Chico Mendes. TODOS FRUSTRADOS.

Este manifesto, portanto, tem os objetivos de externar o total descontentamento com a gestão municipal da cultura popular, de trazer a público tal fato calamitoso e alarmante que deve ser de preocupação para todo o setor cultural e demais cidadãos do município de Porto Alegre e, por último, de dividir toda a imensa carga emocional negativa por que passamos.

Esperamos que sejam tomadas medidas urgentes para que a cultura da periferia e a valorização da organização comunitária adquiram o devido comprometimento do gestor municipal.

Assinam: Coordenação do Projeto Chico Mendes na Paz; Associação Espaço Comunitário Natureza Cidadania e Paz - NACIPAZ; Associação de Jurados do Carnaval e Eventos Populares do Rio Grande do Sul - AJUCEPERGS; Escola Municipal de Ensino Fundamental Chico Mendes

Retornar ao Blog da Sofia Cavedon.